Contramestre


  • Fernando Lages, inicio os seus estudos musicais na Banda local, Flor da Mocidade Junqueirense, com 13 anos de idade, como instrumentista de Bombardino.
  • Em 1979, com 17 anos concorreu como voluntário no instrumento de Bombardino á Banda Militar da então Região Militar Centro, sedeada em Coimbra, onde tomou conhecimento de novas metodologias musicais, tendo vindo a interessar-se pelo Trombone de Varas, instrumento que o acompanha até aos dias de hoje.
  • Em 1982 concorreu á Banda da ex-Guarda Fiscal tendo ficado aprovado e ingressado na mesma em Setembro do mesmo ano.
  • Estudou Trombone de Varas com o conceituado Trombonista Professor Emídio Coutinho.
  • Em 1993 com a extinção da Guarda Fiscal e a consequente integração dos seus elementos na Guarda Nacional Republicana, foi transferido de Lisboa para o Porto integrando a Banda Marcial da Brigada 4.
  • Em 1998 foi convidado a assumir a direcção artística da Banda Recreativa União Pinheirense, onde permaneceu durante quatro anos, dos quais, resultou a primeira gravação em CD e cassete do trabalho desenvolvido.
  • No ano de 2002, frequentou o Curso de Direcção de Banda orientado pelos Professores Robert Houlihan, Adelino Mota e Carlos Marques.
  • A partir de Novembro de 2003 até Janeiro 2011, assumiu a direcção artística da Filarmónica Gafanhense, bem como a responsabilidade pela escola de música da referida Banda.
  • Em Agosto de 2004 assumiu a direcção artística do Grupo Musical Estrela de Argoncilhe, até aos finais de 2008, simultaneamente com a Filarmónica Gafanhense.
  • Em Janeiro de 2009 inicia funções como director artístico da Banda Nova de Ovar, simultaneamente com a Filarmónica Gafanhense.
  • A partir de 2012 é executante no instrumento Trombone de Varas na Banda Flor da Mocidade Junqueirense, e colabora com a direção artista da banda sempre que seja necessário.